CBD

    O canabidiol, também conhecido por CBD, é um dos princípios ativos da Cannabis sativa, nome científico da maconha. Compõe até 40% dos extratos da planta e pode ser usado como medicamento para diversas doenças, que variam de epilepsia severa a fibromialgia. É uma substância canabinoide (que age nos receptores canabinóides do cérebro).

    CBD1

    O receptor canabinoide tipo 1, muitas vezes abreviado para CB1, é um tipo de receptor canabinoide localizado no cérebro. Ele é ativado por neurotransmissores endocanabinoides incluindo a anandamida e pelo composto THC, encontrado na droga psicoativa da Cannabis.

    CBD2

    o receptor CB2, que tem funções de modulação do sistema nervoso, está envolvido na regulação do comportamento impulsivo. Este resultado demonstra a relevância que a manipulação do sistema endocanabinoide pode ter para modular os altos níveis de impulsividade presentes em uma ampla gama de doenças psiquiátricas e neurológicas.

      THC

      Há uma série de evidências demonstrando que o THC é capaz de tratar doenças autoimunes do tipo TH1, por exemplo: diabetes tipo 1, esclerose múltipla, artrite reumatoide, entre outras. O THC, e não somente o CBD, possui um efeito neuroprotetor, podendo servir no tratamento da epilepsia (inclusive suas formas refratárias), da esclerose múltipla, mal de Alzheimer e mal de Parkinson. Faltam estudos conclusivos sobre o tratamento dessas doenças.

      THC-A

      O THCA pode estimular o apetite em pacientes que sofrem de caquexia e anorexia nervosa. E pesquisas demonstraram que ele possui excelentes propriedades anti-inflamatórias e anti-proliferativas capazes de inibir o crescimento de células cancerosas. Acredita-se ainda, que o THCA pode até ter propriedades antiespasmódicas que ajudariam pacientes a controlar convulsões. Onde a Cannabis é regulamentada, há um número crescente de médicos que usam a planta fresca e crua para tratar pacientes por conta deste canabinoide. Ainda não há pesquisas suficientes sobre o THCA para afirmar definitivamente o que ela pode tratar e com que grau de eficácia, mas as evidências e pesquisas preliminares sugerem que o ele terá um papel crucial na medicina da Cannabis à medida que os estudos sobre a planta avançam.

      THCV
      THCV é que os cientistas chamam um receptor CB1 antagonista, isto é, ele inibe a libertação do THC psicoactivo, que é um agonista parcial sobre os receptores CB2 CB1 e sobre os sistemas nervoso central e imunológico, respectivamente. CB1 contribui para certos tipos de hipertensão e também desempenha um papel na transmissão da dor. CB2 parece ter um papel nas funções das células brancas do sangue.
        DOENÇAS?

        A lista é enorme mais a Cannabis Medicinal é capaz de aliviar dores e trazer benefícios para os portadores de epilepsia, esclerose múltipla, aids, câncer, glaucoma, asma, Parkinson HIV e outras centenas de doenças.

        DOSES
        O sistema de endo canabinoides de todo mundo é diferente, então, dosagens podem variar. Alguns sentirão alívio com 3mg duas vezes por dia, enquanto outros precisam de quase 200mg quatro vezes por dia ou mais! A melhor maneira de achar a dosagem certa é começar com pouco e devagar e continuar ajustando. Para aqueles novatos da cannabis, talvez tente dosar 5mg para manter o alívio. Se várias dosagens são tomadas durante o primeiro dia, ajuste para 10mg e tome nota de quaisquer mudanças nos efeitos. Continue ajustando, até que o alívio seja consistente. Para aqueles com mais experiência com a cannabis, talvez queiram iniciar em uma dosagem maior, como 25mg, e ajustar a partir de lá.
        COMO USAR?

        O óleo de CBD ajuda no alívio rápido através da aplicação sublingual. Considerado um dos jeitos mais rápidos de sentir os efeitos do CBD (entre 5-20 minutos), já que é absorvido para corrente sanguínea embaixo da língua. Outra razão para que os óleos sejam tão populares é pela medição, que gera uma dosagem consistente.

        Alguns usam cápsulas para o uso direto de óleo, porque é uma maneira de ingerir o óleo de CBD sem sentir o gosto. Leva mais tempo para a cápsula fazer efeito comparado com o sublingual, mas essa é uma maneira preferida por aqueles sensíveis a gostos.

          RECEITAS

          Neurologistas, neurocirurgiões e psiquiatras poderão prescrever canabidiol. Nova regra veda a prescrição da Cannabis in natura para uso medicinal.O Conselho Federal de Medicina autorizou o uso do canabidiol – composto da maconha – no tratamento de crianças e adolescentes que sejam resistentes aos tratamentos convencionais. A prescrição é restrita a neurologistas, neurocirurgiões e psiquiatras. A resolução que regulamenta a medida foi encaminhada nesta quinta-feira (11) para o Diário Oficial da União, para publicação.

          MÉDICOS
          Temos uma lista de profissionais que podem ser consultados sobre esse tema, são profissionais que atendem ou já atenderam pacientes que tem indicação para fazer uso medicinal da maconha. Cabe ressaltar que esta é um lista meramente informativa, a AMPARA não indica médicos, apenas divulga os nomes de alguns que já prescreveram o uso terapêutico da cannabis para pacientes. Entre em contato e solicite a lista!
          REQUISITAR

          Preencha nossa ficha de cadastro e envie seu documentos juntamente com sua receita médica para que possamos encaminhar você para nosso pessoal de atendimento.